segunda-feira, 28 de julho de 2008

Doçuras ou talvez não!



Noite animada!

Assalto muito barulhento, pelo menos para mim que nunca tinha assistido a nenhum tão "ao pé de mim".

Às 3 da manhã o barulho de uma máquina de um café a abrir caminho pelas portas de vidro fechadas. Foi esse barulho que acordou toda a vizinhança. Depois um tiro. Depois os carros de polícia.

Isto numa zona muito calma. Fiquei a tremer que nem varas verdes. Felizmente que hoje não tinha que ir trabalhar, estou muuuuuito soneca.

Doçuras e nem por isso!!!
1. A meio da manhã diz o Afonso:
- Mamã, já reparaste que ainda não discuti com a Rita?
- Já! Muito bem! Assim éque são lindos.
- Mas reparaste??

2. A Rita veio queixar-se que o Afonso a estava a chatear.

-Vá lá, brinquem sem se zangar.

Virou costas, estranhei, normalmente o caso não acaba sem um "Sim, mas..." e muita argumentação. Fiquei de orelha em pé. Chega ao pé do irmão e diz:

- Pronto, Afonso. Foste despedido. Pega nas tuas coisas e vai-te embora desta casa.

Lá vem o Afonso a chorar. Logicamente isto não podia acabar assim tão facilmente.

Sem comentários: