quarta-feira, 21 de maio de 2008

Totalmente Surrealista

Eu sei que sou mãe-galinha!
Eu sei que ando traumatizada com certas notícias que me tornam apologista, no mínimo, de prisão perpétua!
Eu sei que mudámos para Palmela por ser uma zona mais calma para criar os filhos. Mas... há mínimos!
Hoje fui a um cabeleireiro aqui da zona onde nunca tinha entrado.
Quando entrei vi uma senhora com um bebé de 2 anos.
Disse bom dia!
A senhora disse-me que ía ter que esperar um pouco porque a cabeleireira, sua mãe, ainda não tinha chegado do almoço.
Respondi que esperaria sem problema.
Chegou a cabeleireira e diz-me que ainda tinha que esperar mais um pouco porque tinha que ir levar a filha ao dentista.
Fiz as contas ao meu tempo e disse-lhe que ía tomar um café e passaria por lá passado um bocado. Resposta: (Ainda estou em choque!)
- Não é preciso, pode ficar aqui e já agora fica com o bebé que está a dormir enquanto vou levar a minha filha ao dentista!
Fiquei sem resposta e ... mãe e avó saíram... na maior das descontrações, como se me conhecessem há anos!
Juro que o meu primeiro pensamento foi: isto é para os apanhados!
Mas não era!
Ali fiquei, nem me mexia, aterrorizada com a ideia da criança acordar, olhar para uma total desconhecida e desatar a chorar.
Mas esta gente é doida? não veêm notícias? e se eu tivesse levado a criança? e se tivesse levado tudo do cabeleireiro e deixado a criança sozinha? Eu sei que sou honesta e desde que acordo até que me deito a minha vida são as crianças, se não são os meus filhos, são os meus alunos mas estas pessoas não me conhecem de lado nenhum, não sabiam sequer o meu nome. Imaginem o ridículo da situação, acontecer alguma coisa e explicar à polícia: Era uma senhora com cerca de quarenta anos que falava português. Sim, porque eu mal tive tempo de dizer bom-dia.
Passada meia hora chegou a avó, cabeleireira, pediu desculpa pelo inconveniente, agradeceu e perguntou tranquilamente o que eu queria fazer ao cabelo.
Nem me lembro do que respondi de tal forma estava em choque, tenho sorte de não estar careca!

Sem comentários: